«Tenho pensamentos que, pudesse eu trazê-los à luz e dar-lhes vida, emprestariam nova leveza às estrelas, nova beleza ao mundo, e maior amor ao coração dos homens» Fernando Pessoa

13
Dez 08
PARTE I
Passaram hoje duas semanas sobre aquela manhã fria e de chuva, a pior da minha vida, a manhã fria em que a Mãe foi para o Céu. Uma paragem cardio-respiratória e a minha Mãe foi-se embora, devagarinho, a dormir na sua posição de sempre, parecia um bebé. Para mim um silêncio, um vazio que se abate. Fui invadida por uma dor sufocante e fiquei durante momentos, para mim o tempo todo, num silêncio que eu não conhecia e nunca experimentara. Como se o mundo inteiro se tivesse calado. Aquele momento de que eu tinha pavor tinha chegado. Tempo depois as lágrimas. Fui ver a Mãe. Linda, umas mãos únicas, nenhuma ruga aos 79 anos. O Senhor tinha-a levado para junto Dele.
Tive a bênção de ter uma Mãe imensa, única e que foi tudo para mim. Devo-lhe tudo o que sou. Fiquei muito aquém daquilo que deveria ter sido como filha. O que me ensinou, o que fez por mim, o que a minha Mãe é e significa para mim não se consegue dizer nem que ficasse a escrever para sempre.
Dona de uma personalidade e dum carácter fortíssimos foi uma mulher que lutou sempre. E lutou até ao fim. Esperava - dizia a sua esperança – todos os dias por dias melhores. Nunca se alheou de problemas e do que se passava à sua volta, e sobre tudo pensava em silêncio. Foram poucas as queixas que lhe ouvi. Percebia no seu olhar cheio de força que estava a pensar e perguntava-lhe o que era. Dizia sempre “não é nada”… não me queria preocupar… e até naquela noite quando comecei a perceber o que se passava (e ela sabia) e perguntei vamos para o hospital, disse que não, que estava bem, apenas pediu um beijinho. Não me antecipou o sofrimento, não quis que sofresse logo. Foi sempre assim, na vida dela. Eu estava deitada ao lado e ela iniciou a partida quando eu passei pelas brasas. Sozinha, sabia que eu estava ali, mas foi sozinha.
MT
publicado por Sara e Teresa às 17:25

Autoras:

 

Sara Quelhas

Mª Teresa Corte-Real

E-mail:

 

saraeteresa@sapo.pt

arquivos
mais sobre mim
Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

18
19
20

21
22
23
25
26
27

28
29
30
31