«Tenho pensamentos que, pudesse eu trazê-los à luz e dar-lhes vida, emprestariam nova leveza às estrelas, nova beleza ao mundo, e maior amor ao coração dos homens» Fernando Pessoa

Blog da Sara

08
Ago 08

Os jogos olímpicos que hoje começam (força Portugal!) convidam-nos novamente aos valores da união entre os povos, do desporto como forma de transmissão de valores e à competição saudável. Desafiam-nos assim a sermos melhores. Os que se apuram para as olimpíadas são os melhores dos melhores. O desafio permanente de ir mais longe, bater recordes.

Podemos, devemos a nível pessoal fazer as nossas próprias olimpíadas. Qual é o meu recorde? Como superar? Como vou mais longe? Não é ser melhor que… não é querer ser superior a… não é eu é que sou…Não! É com humildade, mas em verdade, regressar à nossa consciência e perceber quem somos, o que somos, onde podemos ir mais longe. Como podemos, porque todos podemos, ser olímpicos. Ser olímpico é ser verdadeiro e ser puro. É fazer equipa e partilha e é também aceitar com fair play as nossas derrotas, perceber a nossa fragilidade mas querer sempre superar-nos e ir mais longe.
Em tempo de retemperar energias, para a maior parte das pessoas, e antes do recomeço que se aproxima, podíamos fazer este exercício. Para que haja novidade quando recomeçarmos. Para que o nosso quotidiano tenha mais cor, mais sabor, seja cheio de sol, lua, estrelas e arco-íris e para nos tornarmos mais capazes, mais simples e mais felizes. Desejar ser olímpicos no nosso coração. É nele que a luz da chama deve brilhar. Acredito, sei que se o fizermos, seremos capazes de criar um mundo mais justo, mais amigo, um mundo melhor onde todos tenham espaço, vez e voz.
Aproveitemos, a começar por mim, por nos interrogar. Que posso eu fazer? Como? Atrevamo-nos a sair dos nossos comodismos, não tenhamos medo, confiemos sem medo de dizer a nossa esperança, façamos caminho em direcção ao outro quem que quer que ele seja, pintemos a nossa vida com as cores das olimpíadas. Saiamos da indiferença em que vivemos e empenhemo-nos e comprometamo-nos. Se o fizermos vamos perceber que os primeiros a ganhar com isso somos nós e dar-nos-emos conta duma vida com mais sentido. Seremos mais livres. Mais felizes.
Luz terna e suave no meio da noite, leva-me mais longe…leva-me mais longe…
Maria Teresa
publicado por Sara e Teresa às 22:14

Autoras:

 

Sara Quelhas

Mª Teresa Corte-Real

E-mail:

 

saraeteresa@sapo.pt

arquivos
Estadisticas y contadores web gratis
Estadisticas Gratis
mais sobre mim
Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9