«Tenho pensamentos que, pudesse eu trazê-los à luz e dar-lhes vida, emprestariam nova leveza às estrelas, nova beleza ao mundo, e maior amor ao coração dos homens» Fernando Pessoa

26
Ago 08

Ouçam esta música enquanto lêem:

Stop and Stare - OneRepublic

Se o tempo parasse, se a vida me desse uma pausa, se o ritmo acalmasse, se a espera terminasse,... Mas nada disto acontece e eu permaneço aqui, perdida naquilo a que outrora chamava casa, esquecida no emaranhado que era só nosso. Páro mas rapidamente a vida segue o seu rumo e me empurra em frente...

Queria voltar atrás mas, ao mesmo tempo, queria continuar para o futuro pois os erros são humanos, as falhas são inevitáveis. Contudo, na fraqueza absoluta do meu ser, no espaço de ilusão que me submerge, desejo nunca vos ter conhecido, nunca vos ter tornado parte de mim, nunca vos ter chamado de "amigos"!

Desculpem se sou fraca e inconstante, se me dou por vencida antes de ir à luta; mas prefiro ser feliz na minha fraqueza que infeliz na minha força. E agora aguardo, sem saber bem o que espero; apenas na certeza convicta de que o que  vier será para me pôr à prova uma vez mais. No entanto, desta vez, apesar de não me sentir preparada, anseio por uma nova oportunidade da vida, do espaço e do tempo.

Pois, por mais fraco que esteja o corpo, terei sempre grandeza na alma - e isso ajudar-me-á a seguir em frente; a aprender de novo, a renascer das cinzas em que me transformaram.

 

 

Sara Quelhas

publicado por Sara e Teresa às 19:41

Autoras:

 

Sara Quelhas

Mª Teresa Corte-Real

E-mail:

 

saraeteresa@sapo.pt

arquivos
mais sobre mim
Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9